PORTAL
POUCA GENTE LEMBRA

PREGUINHO: primeiro jogador da Seleção a marcar um gol em mundiais, era filho do escritor e poeta Coelho Neto

Dos 14 filhos de Coelho Neto, um deles virou obra-prima. João Coelho Neto, mais conhecido como Preguinho

21/03/2020 11h49Atualizado há 3 semanas
Por: Mhario Lincoln
Fonte: ML
42
Preguinho, um gênio, filho de outro gênio
Preguinho, um gênio, filho de outro gênio

Preguinho nasceu carioca, mas com sangue maranhense. Seu pai, o escritor Coelho Neto, era de Caxias-Ma, nascido em 21 de fevereiro de 1864. A mãe, a professora de música Maria Gabriela Brandão Coelho Netto.

Dos 14 filhos do escritor e poeta Coelho Neto, um deles virou obra-prima. João Coelho Neto, mais conhecido como Preguinho, nasceu no Rio de Janeiro no dia 8 de fevereiro de 1905 para de fato entrar para a história, mas não com as mãos e letras, e sim com outra habilidade igualmente poética: a bola nos pés.

Enquanto o pai, Henrique Maximiano Coelho Netto, (cronista, folclorista, romancista, crítico e teatrólogo), político e professor brasileiro, membro da Academia Brasileira de Letras onde foi o fundador da Cadeira número 2, fazia sucesso nas letras, Preguinho enriquecia a história brasileira no futebol.

O pai, considerado o "Príncipe dos Prosadores Brasileiros", numa votação realizada em 1928 pela revista O Malho. O filho, o primeiro jogador a marcar gol pela Seleção Brasileira numa Copa do Mundo de 1930, sediada no Uruguai. O centroavante fez o tento de honra verde e amarelo na derrota por 2 a 1 para a Iugoslávia, primeira partida do Brasil naquela competição. No jogo seguinte, ante a Bolívia, marcou dois no triunfo por 4 a 0, o que o consagrou como o primeiro artilheiro brasileiro em Copas.

Naquela competição, a Seleção não reunia exatamente os melhores atletas do País, pois uma rusga entre a Confederação Brasileira dos Desportos (CBD) e a Associação Paulista de Desportos Atléticos fez com que apenas atletas cariocas fossem à equipe, adicionando também a presença de Araken Patuska, então jogador do Santos. Outros bons futebolistas da época, como Friendereich, Nestor e Amílcar, rejeitaram a convocação.

Além de goleador máximo brasileiro em 1930, com três tentos (o argentino Guillermo Stábile foi o artilheiro do torneio com oito gols), João Coelho Neto se notabilizou também por ostentar a faixa de capitão do Brasil na competição.

 

Preguinho praticou outras oito modalidades pelo clube: basquete, natação, pólo aquático, remo, saltos ornamentais, atletismo, vôlei e hóquei sobre patins, faturando total de 387 medalhas e 55 títulos para o Fluminense. Uma história rica que deveria ser estudada à fundo pela juventude caxiense.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários