PORTAL
Maranhão Chora

Parabéns pela pesquisa, Mestre Raimundo João Matos Costa Neto

Choro no Maranhão? Subsídios históricos e musicológicos para um processo de formação do choro no Maranhão entre o final do séc. XIX e meados do séc. XX.

11/03/2019 12h23Atualizado há 3 semanas
Por: Mhario Lincoln
Fonte: ML
18
Chorinho (1942) - Candido Portinari (1903 - 1962).
Chorinho (1942) - Candido Portinari (1903 - 1962).

Leia a íntegra do trabalho magnífico do mestre Raimundo João Matos Costa Neto, elaborado em 2015

RESUMO:

Esta dissertação propõe a discussão sobre um processo de formação do choro no Maranhão entre o final do séc. XIX e meados do século XX. Nos textos que tratam sobre a história da música popular brasileira são poucas as referências sobre a música produzida nesse Estado. No entanto, podemos conferir nesse trabalho que algumas práticas musicais relativas principalmente às influências europeias tiveram início ainda no período de fundação da capital São Luís, em 1612. De acordo com a revisão bibliográfica em trabalhos que apresentam discursos fundadores da história do choro, esse gênero teria uma origem absoluta no Rio de Janeiro do final do séc. XIX, tendo como matrizes a música vinda com as danças de origem europeia, como a valsa, a polca, a mazurca e o schottisch, e um jeito abrasileirado de tocar essas músicas. Com base em informações contidas em textos históricos sobre a música no Maranhão, em obras literárias e na análise de partituras de obras referentes a esse período encontradas no Acervo João Mohana, o autor compara os cenários maranhense e carioca dessa época com o intuito de evidenciar características análogas que nos permitiram iluminar um processo de formação do choro também no Maranhão. A edição de 14 (quatorze) obras inéditas referentes ao repertório do choro contribuiu para a preservação da memória musical desse estado e trouxe à tona peças e músicos/compositores maranhenses desconhecidos.

Leia a íntegra: https://repositorio.ufmg.br/handle/1843/AAGS-A8ZH3K

 

 

 

 

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários