Sexta, 18 de Setembro de 2020 17:57
Dúvidas pelo seguinte e-mail
Geral POETISAS

Leopoldo Vaz: EM BUSCA DAS AUTORAS MARANHENSES:

JESUINA AUGUSTA SERRA

19/08/2020 09h28
102
Por: Mhario Lincoln Fonte: Leo Vaz
Pesquisador Leopoldo Vaz
Pesquisador Leopoldo Vaz

EM BUSCA DAS AUTORAS MARANHENSES: 

JESUINA AUGUSTA SERRA  

LEOPOLDO GIL DULCIO VAZ 

Academia Ludovicense de Letras 

Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão 

Licenciado em Educação Física. Mestre em Ciência da Informação 

 

 

Nome completo: Jesuína Augusta Serra - Autora participante do Parnaso Maranhense, de 1861. 

No Parnaso Maranhense: 

 

Dona J. A. Serra 

 

SONETO.  

De estatura ordinária e corpo cheio,  

A tez pouco morena e descorada,  

Testa nada redonda, antes quadrada,  

Nariz muilo commum, porem não feio;  

 

Os olhos a volver, mas com receio,  

A bocca regular, mas engraçada,  

A voz, se bem que meiga, já cansada  

De supplicar cm vão o amor alheio;  

 

Dos homens, em geral, pouco gostando  

E capaz por um só de dar a vida,  

Contente os guilhõe seus, louca beijando:  

 

Eis Josiua, que a sorle femeníida,  

N´ste mundo cruel, feio e nefando,  

Cansou, para querer, sem ser querida ! 

 

Segundo Constância Lima Duarte, Virginia Woolf, ao visitar bibliotecas à procura de obras escritas por mulheres, constatou o número quase insignificante desta produção, atribuiu à profunda misoginia, que não cansava de afirmar a inferioridade mental, moral e física do gênero feminino, as poucas chances que então eram dadas às mulheres. No clássico estudo "Um teto todo seu", de 1929, resumiu assim as condições necessárias para que o talento criativo pudesse surgir: era preciso ter um quarto próprio e serem minimamente independentes e instruídas. A exclusão cultural estava associada irremediavelmente à submissão e à dependência econômica. Se o talento criador não era exclusivo dos homens, os meios para desenvolvê-los, com certeza eram: 

É certo que Virginia Woolf fala de outro lugar e de outro tempo, quando as universidades inglesas não aceitavam mulheres circulando em suas dependências, e muito menos o mercado de trabalho. Mas também entre nós já foi assim. Nas últimas décadas do século XIX, e mesmo nas primeiras do século XX, causava comoção uma mulher manifestar o desejo de fazer um curso superior. E a publicação de uma obra costumava ser recebida com desconfiança, descaso ou, na melhor das hipóteses, com condescendência. Afinal, era só uma mulher escrevendo. (DUARTE, obra citada). 

 

Para Sílvio Romero, na História da Literatura Brasileira, de 1882: 

Nessa espécie de catedral barroca de nossa literatura onde, ao lado dos in santos, se assim se pode dizer, das figuras de primeira plana, de valor incontestado, tiveram entrada carrancas e bonifrates, gente miúda, gente mais – ou menos – que secundária, só foram incluídas sete mulheres: Ângela do Amaral Rangel, Beatriz Francisca de Assis Brandão, sobrinha de Maria Joaquina Dorotéia de Seixas, a doce Marilia das liras de Gonzaga, Delfina da Cunha, Nísia Floresta (...), Narcisa Amália, Maria Firmina Reis e Jesuína Serra. (...) (PEREIRA: 1954, 18). 

 

Na Hemeroteca da Biblioteca Nacional não encontramos qualquer referencia à essa autora.  

 

FONTES 

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin Digital. Disponível em: http://www.brasiliana.usp.br/

https://www.literaturabrasileira.ufsc.br/autores/?id=18854 

https://www.literaturabrasileira.ufsc.br/documentos/?action=download&id=107145, p. 193 

Arquivos de mulheres e mulheres anarquivadas: histórias de uma história mal contada Constância Lima Duarte (UFMG), disponível em  http://www.uesc.br/seminariomulher/anais/PDF/Mesas/CONST%C3%82NCIA%20LIMA%20DUARTE.pdf 

WOOLF, Virginia. Um teto todo seu. Trad. Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1985. 

PEREIRA, Lúcia Miguel. "As mulheres na literatura brasileira". Revista Anhembi, n. 49, ano V, vol. XVII. São Paulo, dezembro, 1954. 

http://memoria.bn.br/DocReader/docmulti.aspx?bib=%5Bcache%5Drosa_5225059333.DocLstX&pesq=%22Jesuina%20Serra%22

1 comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias