Quinta, 13 de Agosto de 2020
Dúvidas pelo seguinte e-mail
Geral CRÔNICA

Convidado: Augusto Pellegrini, Sic Transit Gloria Mundi

Cronista e escritor, residente em S. Luís-MA

02/08/2020 15h13 Atualizada há 1 semana
99
Por: Mhario Lincoln Fonte: Augusto Pellegrini
Augusto Pellegrini .
Augusto Pellegrini .

SIC TRANSIT GLORIA MUNDI

Augusto Pellegrini 

 

Saí do prédio e recebi no rosto um chuvisco fino de garoa fria.

A noite piorara consideravelmente, e esse mau tempo combinado com a sauna tomada à tarde não me iria fazer bem algum.

Entrei de corpo e alma na garoa que neblinava as luzes amarelas dos postes e neblinava a minha já neblinada visão.

Empurrado pelo vento e pela chuva, caminhei dois ou três passos e me deparei com uma pequena multidão como as que rodeiam os mágicos ambulantes, expectadores concentrados e curiosos comentando e observando um fato, alguns chegando outros indo embora, enquanto um guarda apitava e mais longe o que apitava era um trem.

Uma viatura estacionada ao lado da multidão fazia piscar e girar uma lâmpada vermelha afixada no teto, lembrando alguma cena de algum filme de Hollywood.

Aproximei-me para participar do aglomerado no momento em que algumas pessoas saíam deixando um lugar vago na primeira fila, como nos grandes teatros, para que eu pudesse assistir à cena final de mais uma tragédia urbana.

Talarico estava estendido na calçada com um braço ao longo do corpo e o outro acima da cabeça, tendo na mão uma taça de vinho quebrada, os cacos se misturando com o molhado da rua, um filete de sangue escorrendo do nariz e avermelhando o bigode.

A água borrifava sobre o seu rosto como se nevasse nos cabelos arrepiados.

No bolso superior do paletó a nota fiscal da última comemoração, um jantar terminado há meia hora no restaurante do topo do prédio, de onde ele mergulhara para a eternidade.

Não havia nenhum padre a lhe aspergir a água do perdão.

Pelo menos por enquanto.   

4 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias