Quinta, 13 de Agosto de 2020
Dúvidas pelo seguinte e-mail
Especiais DALI OU DE CÁ?

AS CURIOSIDADES SOBRE SALVADOR DALI QUE POUCOS CONHECEM

texto de Keila Marta

18/07/2020 09h06 Atualizada há 3 semanas
325
Por: Mhario Lincoln Fonte: Keila Marta
Dali com o casal John-Lennon
Dali com o casal John-Lennon

 

Keila Marta

Salvador Dalí:

Convidada Especial: Keila Marta (APB/MA)

 

A arte é exigente, e às vezes pretensiosa. Assim, é na Catalunha, região em que a beleza se apresenta com todo charme e exuberância. Localizada no nordeste da Espanha, muito conhecida pelas riquezas naturais, artísticas e arquitetônicas, até parece que foi escolha dos deuses para ser berço de uma geração gênios, como Antoni Galdí, Antoni Tàpies, Joan Miró e Salvador Dalí.

 

Dentre esses nomes, o que mais ousou e ainda provoca espantos naqueles que se deparam com a biografia e as obras, é Dalí. Até mesmo para quem escutou de longe tal nome, pode dizer que se tratava de um ser humano fora do comum. Sobre essa mente tão inventiva o portal arteref.com (ar) publicou 30 fatos, que aqui alguns entram em destaque:

 

Ele acreditava ser a reencarnação de seu irmão morto

 

 O primeiro contato de Salvador Dalí com o conceito morte se deu aos cinco anos quando foi levado pelos pais ao túmulo de seu irmão, “estes afirmavam, diante de Dalí, que ele seria a encarnação desse irmão morto” (SILVA, 2015, p.9). Fato, que em estudos avançados revelam o quão impactante foi para a vida do pintor, que ele mesmo “afirmava ter sentido com violência o mundo simbiótico e indiferenciado dos primeiros anos de vida, vendo-se como um ‘fantasma’ do irmão morto”. (SOUZA, 2010 apud SILVA, 2015, p.9).

Além do mais, Dalí percebeu desde cedo que essa história de reencarnação atuava apenas como uma forma dos pais amenizarem seus desesperos e sentimentos ruins diante da perda do filho, e por isso passou a agir de forma que tivesse todas e verdadeiras atenções e que parassem de vê-lo como outra pessoa, e essa situação “afetivo-familiar” ficou emplacada na obra O retrato do meu irmão morto.

Desse modo, a pintura foi composta por cerejas negras, que formam a face do irmão, e outras de cor roxa, a de Dalí, ou seja, as duas imagens sobrepostas simbolizam “a ligação existente quase umbilical, nos pés de cerejas, representando uma duplicidade, um laço vital” (SILVA, 2015, p.71).

 

Ele foi expulso da escola de arte (duas vezes)

 Geralmente, as pessoas dotadas de grande inteligência, carregam consigo uma certa irreverência, rebeldia ou até mesmo o jeito diferente de ser acaba interferindo nas relações sociais. No caso de Dalí, devido ao seu comportamento os anos escolares foram conturbados, ou melhor, não foi para ele uma fase de causar orgulho, pois “ora parecia completamente alheio à aprendizagem, ora se dedicava com uma vontade que desconcertava toda gente.” (Dalí, 1974, apud SILVA, 2015, p. 11)

E depois de receber todo suporte no aprimoramento de suas habilidades artísticas, tanto em casa quanto nas escolas em que estudou, e determinado a pintar profissionalmente, Dalí resolve entrar para a Escola de Belas Artes em Madrid, fazendo um trabalho engenhoso para convencer o pai da escolha, nesse período longe de casa o jovem pintor passa por fortes mudanças de comportamento, deixando “de ser um menino tímido e dedicado aos estudos, passando a ser rebelde e excêntrico.” (SILVA, 2015, p. 13)

Com todo o mal exemplo, Dalí acaba sendo expulso duas vezes dessa escola por dois motivos diferentes, no primeiro é acusado de influencias os demais alunos a serem contrários a admissão de um novo professor, simplesmente por acreditar que se tratava de “artista medíocre”, já a segunda e definitiva foi porque se negou a “fazer o exame oral final, argumentando que sabia mais sobre pintura do que o próprio examinador”. (SILVA, 2015, p.13)

 

Casamento de Dalí.

Ele teve um casamento pouco convencional

 Fortes laços foram construídos na relação entre de Salvador Dalí com a mãe, e a morte dela foi muito impactante, e de forma paliativa a arte preencheu um pouco do vazio, mas ao conhecer Gala e deixar-se apaixonar, tudo se transforma. Mulher dez anos mais velha, de personalidade forte que inspirou a obra Galateia das esferas, pintada após a explosão da bomba atômica, o artista conseguiu representar a desintegração do átomo.

Nesse contexto, Gala era para Dalí a representação de todas as mulheres que ele imaginava e que habitava os sentimentos de Dalí. E por isso, “Gala trouxe então, no verdadeiro sentido do termo, a estrutura que faltava a vida de Dalí”. (SILVA, 2015, p. 21) E houve nessa relação algo psicologicamente incestuoso, uma vez que confundia “as relações sexuais com ela, com o ventre da sua mãe”. (DESCHARNES & NÉRET, 2004, apud SILVA, 2015, p.23)

E um dos motivos de tamanha estranheza na vida sexual de Dalí, se deve ao pai, “quando ele era criança, lhe ter mostrado um livro de medicina que ilustrava os efeitos clínicos das doenças venéreas”. (SILVA, 2015, p.23) Então, para se satisfazer usava a masturbação e de emoções fortes que conseguia com as orgias, por outro lado, Gala se realizava sexualmente com outros parceiros.

 

Dalí ilustrou uma cópia do livro Alice no país das maravilhas

 A participação de Dalí como ilustrador da edição de 1969 do livro Alice no País das Maravilhas demonstra a relação existente entre a linguagem de Lewis Carrol e a utilizada pelo surrealismo, e com isso pode-se perceber que ambas não seguem uma lógica, e utilizam o sonho como elemento chave na relação entre imaginação e realidade.

Por sua vez, uma das ilustrações citadas pela art.ref que marca esse trabalho de Dalí, é a primeira, feita “para o capítulo ‘Um Chá Maluco’ do livro de Carroll, e que leva seu mesmo título”(MARUCCI; GIROLDO, 2018, p.15), que marca a chegada de Alice no País e totalmente perdida, encontra a lebre, o rato e o chapeleiro tomando chá que simboliza uma estrita comunicação entre literatura e artes plásticas.

 É importante ressaltar que foi utilizado “por Dalí, uma referência a uma de suas obras do período surrealista, A persistência da memória, na posição central de um relógio derretendo, que serve como mesa de chá.” (CARROLL, 2013. p. 56, apud MARUCCI; GIROLDO, 2018, p.15)

 

Ele era obcecado por Sigmund Freud

Há alguns motivos que fundamentam a obsessão de Dalí por Freud, primeiro porque o Surrealismo surge a partir do manifesto de Breton que se apoia na psicanálise para fundamentar uma arte vinda puramente do inconsciente, “[...] tal como revelado através dos sonhos e da escrita ‘automática’(fluxo da consciência/espontânea)”.(GOMPERTZ, p.26)

Além dos problemas emocionais de Dalí no decorrer da infância, adolescência, instabilidades nas relações familiares e o jeito estranho de ser, o conteúdo psicanalítico funcionou como uma fonte alimentadora da criação, pois  há uma linha tênue “que aproxima a experiência da arte com a experiência da loucura e a psicanálise deve muito a tradição literária, pois Freud fez habitar a retórica científica pela retórica artística.” (Joel Birman, 2014)

 

 

Caption

Dali com bigode infinito

O bigode infinito que segundo Gompertz “ele chamava de antena”, com a exumação em 2017, se percebeu que, mesmo depois de tantos anos se encontrava intacto. Foi uma vaidade que simboliza bem o Dalí do universo midiático, com as loucas aparições na televisão, e com todos os artifícios que ele fez para chamar atenção. Esse estilo fez parte das mudanças na imagem do artista, que no começo de carreira segundo informações de Marco Macei, usava um bigode parecido com o do ator Hollywoodiano Clarck Gable e só anos depois assume esse estilo inspirado no pintor espanhol Diego Velásquez.

Por tudo, são tantas informações e detalhes de alguém que queria chamar atenção dos apreciadores para ele mesmo e principalmente para suas obras, seja com trotes ensaiados e bizarrices, mas suas telas eram trabalhadas ao toque de mestre, continha muita lucidez tanto na mensagem a ser transmitida quanto nos acabamentos, tão belos, impactantes ao passo que carregam aspectos singelos e tristes. E parafraseando Maurice Blanchard, foi alguém que conhecia tão bem a linguagem que utilizava, que pode apresentá-la ao mundo como uma estrangeira.

 

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                   ================================================================================                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                         

REFERÊNCIAS

 

BIRMAN, JOEL. As relações entre arte e loucura. Tv Brasil: A arte do artista, 2014. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=Zji0SWokokE

 

GOMPERTZ, Will. Isso é arte? 150 anos de arte moderna do impressionismo até hoje. Zahar, 2013.

 

MACEI, Marco. Bigode de Dalí: Veja tudo sobre este estilo. 2018. Disponível em: https://marcodamoda.com.br/bigode-salvador-dali/

 

MARUCCI, Isabella Pereira; GIROLDO, Ramiro. SALVADOR DALÍ NO PAÍS DAS MARAVILHAS: surrealismo e nonsense. Polifonia, Cuiabá-MT, v. 25, n.40.1, p. 01-176, set-dez, 2018.

Disponível: http://www.periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/polifonia/article/download/6328/pdf

 

SILVA, Ana Filipa Fidalgo Vaz Coelho Da. As problemáticas da identidade de Salvador Dalí. ISPA, 2015.

Disponível em: http://repositrio.ispa.pt/bitstream/10400.12/4526/1/19778.pdf

https://marcodamoda.com.br/bigode-salvador-dali/

 

 

4 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias