Segunda, 06 de Julho de 2020
Dúvidas pelo seguinte e-mail
Mundo A Arte Futura

Para Onde caminha a Arte? A 'FEIRA DO FUTURO', da Artsy, tenta responder

A Artsy.net, um dos maiores portais de arte visual do Mundo

11/06/2020 12h57 Atualizada há 4 semanas
57
Por: Mhario Lincoln Fonte: ML/Artsy.net
Capa da artsy.net
Capa da artsy.net

 

 

'FEIRA DO FUTURO', assim se reporta a Artsy

(*) Mhario Lincoln

Fotos: Google/Artsy

A Artsy.net, um dos maiores portais de arte visual do Mundo, mostra uma previsão de como será pinturas em tela, no futuro, elencando alguns artistas atuais em várias partes dos continentes.

Escolhi alguns destaques:

Sara Ludy

Sara Ludy: é uma artista multimídia interessada em explorar a conexão entre os mundos real e virtual. Através de seu trabalho com vídeo, som, animação, realidade virtual, sites, performance audiovisual, escultura, fotografia, pintura e instalações, Sara está interessada em explorar o espaço, a estrutura e como objetos do cotidiano, como poeira, podem ser transformados para ter outros significados.

 

 

Exposições:

Museu de Arte Contemporânea de Chicago

New Museum, Nova Iorque

Museu de Arte de Berkeley, Califórnia

 

 

 

Caption

Deb Sokolow: O artista de Chicago, cria narrativas semifictícias com desenho, colagem e texto que incorporam elementos da história, política, humor e os nefastos. Suas instalações em larga escala, trabalhos em papel e painel e livros de artistas apresentam um narrador paranoico e sem nome, que descobre tramas sinistras. O fio principal da história é a tinta preta, representando a voz desse narrador. As dúvidas e a paranoia do narrador são representadas em outras cores, que derivam do fio principal da história. Ela geralmente trabalha com três vozes distintas, que interagem e discordam entre si.

 

 

 

 

 

 

Jordan Kerwick: é um artista australiano autodidata. As pinceladas densas de Kerwick impasto achatam a percepção do espaço; em vez disso, é a sua aplicação espessa de tinta que oferece dimensão e textura. Ele explora a relação entre manchas espessas de cor e forma, incorporando elementos recorrentes da iconografia, como contornos de palmeiras e âncoras, como forma de fundir pintura e desenho. Essas marcas intuitivas e sedutoramente táteis celebram o papel dos artistas de investigar o potencial inerente à sua mídia escolhida de tinta a óleo.

 

 

 

Galerias:

18 rue Dauphine 75006 Paris

visível 24/7

galerie@galerielinlassable.com

 

Dirigido por John Ferrère

john@linlassable.com

MONTEVERITA

127, rue de Turenne Paris 3

info@monteverita.com

monteverita.com

6 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias