Terça, 14 de Julho de 2020
Dúvidas pelo seguinte e-mail
Especiais ABAIXOADISCRIMINAÇÃO

Quando fotos do cotidiano do Negro Americano mostram mais violência que os confrontos públicos

Fotos de Gordon Parks

02/06/2020 17h37 Atualizada há 1 mês
95
Por: Mhario Lincoln Fonte: vintageeverydayofficial
Brancos e Negros, violentamente separados, em uma ação cotidiana, aparentemente simples
Brancos e Negros, violentamente separados, em uma ação cotidiana, aparentemente simples
Situação do cotidiano, igualmente violentas, contras negros, em 1956, no Sul dos Estados Unidos.

Em situações pacatas, a violência da Segregação Racial ainda é maior, pois está inserida no dia-a-dia dos negros americanos.

(*) Mhario Lincoln (Adaptação livre de texto original, em inglês, da vintageeverydayofficial)

Mais de 1 semana após explodir o caso da morte de George Floyd, que provocou a maior onda de protestos contra o racismo nos Estados Unidos desde 1968,  decidi pesquisar fundo sobre esse tipo de violência americana e encontrei uma série de fotografias do premiado fotógrafo da revista LIFE, Gordon Parks que, em 1956,  foi enviado ao Alabama pela revista, a fim de documentar a barbárie que estava passando o sul dos Estados Unidos, com a Segregação Racial.  Porém, Parks decidiu ver essa segregação através de retratos comoventes de três famílias, os Thornton, os Causeys e os Tanners, que vivem vidas separadas e desiguais no 'Jim Crow South'.

O ensaio fotográfico de Parks acabou sendo uma peça primordial numa plataforma nacional (EEUU), para divulgar e desafiar a desigualdade racial naquela região americana. 

Invés cenas de violência em toda a região, acabou chocando mais ao mostrar imagens do dia-a-dia do 'coloreds', fato que despertou empatia por meio da ênfase na intimidade e na experiência humana compartilhada dentro daquele segregação.

As imagens serenas forneceram um relato excepcional de uma luta nacional, mas que permaneceu invisível para muitos. Parks se esforçou para desfazer estereótipos raciais, fornecendo uma conta-proposta positiva e complexa de pessoas reais. Ao contrastar as atividades normais da vida cotidiana - pagar impostos, lavar roupas, cozinhar, cortar madeira, grama, levar o filho na escola, pegar ônibus etc - explode sensíveis evidências dessa brutal desigualdade social, isto é, os efeitos prejudiciais da subjugação racial e econômica sobre o orgulho e a oportunidade da família.

As fotos à princípio, parecem simples. Mas no primeiro 'insigth', a interpretação muda imediatamente. No caso dessas fotos, o caso não é de 'pena' dos negros massacrados pela política de brancos, pois não há fotos de ondas de protestos e guerra pública. Mas, da injustiça que muitas vezes os brancos cometem aos negros. #NÃOADESCRIMINAÇÃO!

 

2 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Curitiba - PR
Atualizado às 03h32 - Fonte: Climatempo
13°
Muitas nuvens

Mín. 11° Máx. 16°

13° Sensação
4 km/h Vento
94% Umidade do ar
20% (2mm) Chance de chuva
Amanhã (15/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 10° Máx. 15°

Sol com muitas nuvens
Quinta (16/07)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. Máx. 19°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias