Domingo, 07 de Junho de 2020
Dúvidas pelo seguinte e-mail
Cidades Dia das Mães

Acadêmico Jorge Cruz, APB, recebe imortal Fátima Travassos (Academia Vianense de Letras)

Uma singela homenagem às Mães, através da poesia

10/05/2020 10h46 Atualizada há 4 semanas
114
Por: Mhario Lincoln Fonte: ML
Fátima Travassos convidada do academico APB, Jorge Cruz
Fátima Travassos convidada do academico APB, Jorge Cruz

De Orquídea Santos, Assessora de Comunicação da Academia Poética Brasileiras:

Grande dia a todos e a todas: Nesse Dia das Mães sugiro algumas novidades que poderão ajudar a transformar essa data, em meio à pandemia, numa ocasião especial, não só para as Mães, mas para todos envolvidos no contexto. Para isso, achei legal seguir algumas dicas básicas que virão ao encontro da felicidade que este dia merece.  A primeira delas é fazer poesias. Nada melhor do que poetar tendo como tema principal nossa Mãe. (Veja dois poetas imortais - após este texto - com suas ricas poesias: Jorge Cruz (Olinda-PE) e a convidada dele,  acadêmica AVL, Fátima Travassos (S.Luís-MA).

Mas vamos ao nosso texto de hoje:

Na verdade essas dicas são mais que um presente e uma maneira carinhosa de superar este momento em que o Mundo está passando. Com essas dicas, você vai mostrar para a sua Mãe que ela não está sozinha.

Outra coisa: nem se preocupe (sendo filho ou filha), se sua mãe está triste com essa separação. Em muitos casos saudáveis, não? Isso porque, o amor de mãe por seu filho é diferente de qualquer situação econômica, distúrbios emocionais, ou quarentena virótica. O amor de Mãe não obedece lei ou piedade, ele ousa todas as coisas e extermina sem remorso tudo o que ficar em seu caminho.

Assim, tudo passará e as mães sempre estarão com seus filhos. Melhor agora, porque um só click e todos podem falar olhando, sorrindo, chorando, beijando, abraçando e sentindo esse amor bem de pertinho. 

Então vamos às dicas:

1 – Hoje, domingo, ao finzinho da tarde, marque um café da manhã ou almoço com as filhas, filhos, noras, genros e netos, por chamada de vídeo. Isso é muito legal e já está sendo usado demais nos grupos. Especialmente utilizando o app do momento: o Zoom. Mas pode ser pelo WhatsApp também. 

Dessa forma, todos podem ficar mais próximos e conectados e celebrarem a data mesmo à distância. Por isso, combinem de fazer uma bela mesa de café das cinco ou até mesmo na hora do almoço. Sempre com chamada de vídeo. A tecnologia pode ser ótima para registrar o momento e o "print" garante uma boa foto. 

Um detalhe também parece muito importante: plante uma flor e cuide até que possa entregá-la pessoalmente como um presente. Não é legal?

Todo o caos da pandemia do corona vírus vai passar e quando isso acontecer, o reencontro de mães e filhos será repleto de amor. Imagine então aproveitar o Dia das Mães para plantar uma flor ou a planta favorita da mamãe? Aproveite o vídeo e mostre o processo de plantação dizendo que, em breve, poderá entregar o presente pessoalmente. 

2 - E sabe qual o presente genial para esse encontro (ao vivo)? Prepare um vídeo com fotos de momentos que passaram juntos. Filhos, noras, genros e netinhos. Pronto!

Fácil de fazer usando aplicativos como o Inshot, um vídeo com fotos antigas ou de antes do isolamento pode despertar muita emoção nas mamães. Aproveite para relembrar momentos icônicos e matar um pouco a saudade. 

Lembre-se: nada mudará e nem contagiará negativamente esse amor profundo. Sabemos que desde quando Mundo é Mundo e enquanto houver mães na terra, Deus estará abençoando os filhos, pelas quais – as mães -  eles ganham a oportunidade de alcançar a meta da perfeição que lhe cabe.

Feliz Dia das Mães! 

Amém!

 

"Mãe/É tempo sem hora/Luz que não apaga (...)". Drummond

 

O Acadêmico Jorge Cruz, da APB, recebe a imortal maranhense Fátima Travassos nessa homenagem especial às mães:

Jorge Cruz: Mãe

Mãe 

Mãe é alegria, é tristeza 

Mãe é juventude, é tolerância 

É cumplicidade, é amor 

É bondade. 

Mãe é ser mãe, em sua total essência. 

Mãe é companheira, é amiga. 

Mãe é severa e rigorosa. 

Mãe chora, ri, briga. 

Mãe nos dá corretivo, 

Aconselha, reprime. 

Mãe é sempre ser presente, mesmo ausente. 

Mãe é saudade. 

Mãe é estar sem precisar aparecer. 

Mãe é viver só pra ser... 

MÃE.

 

Fátima Travassos:

 

PERFIL DE MÃE

 

Neste dia dedicado a nós, mães

Traço o perfil de ser mãe

Sacrifício

Contentamento

Renúncia

Participação

Desespero

Sorriso na face

Angústia

Alegria e Amor.

 

Preocupação

Pelo dia que amanhece

Pelas incertezas.

A temerosidade da guerra

Da bomba atômica

Que desagrega o homem

A inflação

Que corrói as aspirações das mães

Dos filhos e dos pais.

 

Quero ter a tua força

A coragem para plantar e colher

Tantas sementes, flores e frutos

Que a vida te coroou.

Tu, espelho meu

De fibras cristalinas

Transparente de otimismo

A tua sensibilidade

Na captação dos anseios

De teus filhos.

 

Ventre amigo e piedoso

A rosa-maior do meu jardim

A rosa-mãe da rosa

Que hoje te abraça

Com seu botão

Nesta poesia, a ti ofertada.

 

Virgem-Maria!

Proteja minha Mãe Querida

E todas as Mães do Brasil!

 

 

FÁTIMA TRAVASSOS:

MÃE ETERNIDADE

 

Mãe, ao tempo em que

Nas horas de angústia

Chamar por ti

Soava como melodia

Na poesia.

Hoje, sem a tua presença

Sinto a dor daquela partida

Quando pela última vez

Sofrida

Chamei por ti, mamãe!

 

Mãe eternidade

Agora ouço vozes

Chamando-me de mãe

Aflita, corro

Como tu corrias, Mãe

Ao encontro de tua filha querida.

 

Mãe, tu partiste tão cedo

Quando dei conta de mim

Já não existia.

 

Mas conforta-me saber

Que o tempo em que viveste comigo, mãe

Plantaste todo bem que sou.

 

Ah mãe!

É grande a dor da Saudade

Às vezes, vou ao teu encontro

Porém não mais te encontro.

 

O plano de Deus

Te levou aos céus,

E eu, aqui, na terra,

Frágil pela tua ausência

Ponho-me a chorar.

 

Choro por sentir saudades

Choro por não poder

Te chamar, mamãe.

 

Choro pela falta daquela

Companhia amiga

Choro por não poder mais

Brincar contigo

Com respeito, admiração,

Muito carinho, amor e gratidão.

 

A tua face, teu corpo, teu cheiro

Ainda vive comigo

Presente estás em minha vida

Porque eterna és tu, mãe!

 

Abaixo, capa do livro INSTROSPECÇÃO, da imortal Fátima Travassos, ilustrada pela artista e membro da APB, SUSANA PINHEIRO

 

1 comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias