Sábado, 06 de Junho de 2020
Dúvidas pelo seguinte e-mail
Galeria de fotos 1 foto

Colunistas: Edomir Oliveira, 'quando o Casamento não tem falhas'.

12/05/2020 14h23
43
Por: Mhario Lincoln

Cap.8
NEM SEMPRE O ATRASO DO CASAMENTO É CULPA DA NOIVA,
Do livro "Finalmente a Noiva Chegou".


(*) EDOMIR MARTINS DE OLIVEIRA, Vice-presidente Nacional da Academia Poética Brasileira.


 
           

À despeito de todos enriquecedores comentários que se fizeram presentes em minha crônica de número 07, publicação capitular de meu livro "Finalmente a Noiva Chegou", em cujo conteúdo traz as mais diversas desculpas pelos atrasos de noivas, noivos, familiares e cerimonial, no que se refere à cerimônias pertinentes, um deles é, realmente, um bom guia de boas maneiras e um grande conselho socioeducativo a quem se propõe realizar casamentos, hoje em dia.
         Por essa razão, peço 'vênia' ao Dr. Francisco D'Almeida Palhano, Médico psiquiatra aposentado, de Ourinhos-SP, autor do aludido comentário, para que o transcreva, pois o acho de relevância diante de tantas experiências por mim observadas e vividas em tantas cerimônias que eu já participei.
         No fundo, contemplo-me da mesma ideia. Além do que, inserir esse comentário no contexto de minha crônica, anteriormente concebida, é de real importância, pois, além de ser algo bussolar para quem está lendo agora este texto e que pretende promover ou mesmo participar de cerimônias desse gênero, já terá uma visão do que poderá acontecer no dia do evento, caso não sejam tomadas algumas medidas necessárias ao andamento da festa nubente.
Então, 'ipsis litteris', vamos ao comentário do Dr. Francisco Palhano, contidos no capítulo 7, logo anteriormente publicado a esta crônica:
"(...) Se o ilustre escritor quiser usar essas explicações em suas crônicas ou em algum livro que venha a publicar, fique à vontade. Essas explicações são didáticas e merecem ser proliferadas aos ventos. Mas vamos ao assunto.
Ilustre mestre e professor Edomir de Oliveira. Em minhas caminhadas na madrugada pela internet, encontro esse assunto publicado. Folgo em achar alguém interessado nesse particular. Mas preciso tocar num assunto que recebo quase que mensalmente em meu consultório médico sobre o stress do pré-casamento que acaba influenciando diretamente nos constantes atrasos das noivas ou dos noivos.
Esse é um assunto que requer muita seriedade, mesmo que seja um tanto humornalesco. Isso porque, existem limites para situações desagradáveis, como esse do atraso envolvendo seriamente a consolidação do casamento. Já ouvi em meu consultório várias discussões por motivos fúteis, como cor das rosas, vestido dos padrinhos ou a escolha do cerimonial. Bobagens que já levaram a destroçar casamentos, antes mesmo de se realizar e outros que atrasaram séculos.
Por isso, gostaria de aproveitar o seu humor, de certa forma aceitável diante de um problema grave psicologicamente como esse que influencia negativamente, da noiva ao último convidado, para sugerir aos nubentes algumas dicas valiosas, a fim de prepará-los para decepções na frente:
 
1 - A sinceridade mútua é fundamental. A divisão de tarefas é outra. Que nenhum dos nubentes seja egoísta no sentido de manipular a cerimônia e impor sua liderança entre o casal. Isso é BURRICE!
 
2 - É necessário que os nubentes façam uma reunião geral, uns 15 dias antes do casório para distribuição de tarefas. Isso é muito importante, pois se a noiva ou noivo estiveram preocupados com detalhes de última hora vão atrasar a cerimônia sem dúvida nenhuma. Depois de passarem tarefas, folguem-se nesses 14 dias restantes: busquem distração com coisas que dão prazer, como sair com os amigos, ir à academia, cinema, até mesmo passar um final de semana, juntos. Por que não? Um conhecido padre aqui de São Paulo, quando vai programar a data do casamento diz sempre aos noivos: "por favor, não pensem o tempo todo nesse casamento. Se vocês tem amigos e familiares e confiam neles, repassem várias tarefas para eles. É fundamental para o futuro. Vocês terão que tomar várias atitudes ao longo da vida e obrigatoriamente terão que dividir isso com alguém..."
 
3 - Cuidar da alimentação também é fundamental. Nos 15 dias, não coma bobagens, pois na hora que você for colocar o vestido de noiva ou o paletó, geralmente escolhido com antecedência, por exemplo, não vão caber e aí atrasa tudo. Chama costureira, desaperta ali, solta a costura acolá e aí vira um corre-corre do inferno.
 
Esses três fatores, caro Edomir, são os verdadeiros empecilhos para que o casamento atrase lá na frente. Não há maldade em nenhum dos nubentes, mas há DESORGANIZAÇÃO. Falta de planejamento, GULA e um pouco de EGO ou falta de trabalho em equipe e isso caracteriza EGOÍSMO. Tenho pena de quem vai casar com alguém egoísta e com um ego maior que a cabeça. Nunca dará certo! Um grande abraço, Dr. Francisco D'Almeida Palhano Médico psiquiatra aposentado Cidade de Ourinhos. São Paulo. (...)."
 
         Como os leitores haverão de ver nas minhas próximas crônicas, nem sempre os atrasos são justificáveis, mas são aceitos por educação, e muitos independem até da vontade do casal.
        Todavia, se os organizadores e nubentes seguirem algumas das dicas aqui proferidas pelo professor Francisco Palhano, com certeza melhorarão, inclusive o desastroso convívio (diante de "atrasos seculares", como diz o psiquiatra), entre os noivos e seus convidados.
Aliás, o pensador Arthur Schopenhauer foi muito feliz ao cunhar a seguinte frase: "Casar-se significa duplicar as suas obrigações e reduzir a metade dos seus direitos". E assim, é dever de quem vai casar, dividir tarefas e reduzir egoísmos e orgulhos, a fim de que o amor dos nubentes seja único, verdadeiro e cheio de sabedoria e equilíbrio, a partir mesmo da organização do casamento.
Destarte, a Bíblia Sagrada nos ensina no Livro dos Provérbios 16:21 (O sábio de coração é chamado prudente; e a doçura no falar aumenta o saber).

11 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias