Sexta, 18 de Setembro de 2020 20:04
Dúvidas pelo seguinte e-mail
Galeria de fotos 1 foto

Poesias Escolhidas.

09/09/2020 19h34
58
Por: Mhario Lincoln
Original do texto.

Especial, poeta Eloy Melonio

 

 

 

 

 

 

ENLEVO

Eloy Melonio

Quem me dera eu fosse um pássaro vadio,

para, do alto, apreciar a beleza do teu casario.

Quem me dera poder dominar as ondas do mar,

para banhar tuas praias em noites de luar.

Quem me dera poder exaltar-te como João do Vale,

para que, sobre tuas belezas, jamais me cale.

Quem me dera ter de Tribuzi a poesia evocado,

para dignificar as glórias do teu passado. 

Quem me dera sentir a saudade de Gonçalves Dias,

para não morrer noutras praias de água fria.

Quem me dera ter navegado com La Touche o mar azul,

para ver-te nascer, oh bela e culta Upaon-Açu!

Ah! Quem me dera!

 

 

(*) Poema do livro Dentro de Mim (2015), pag. 72.

5 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias