Sábado, 19 de Setembro de 2020 15:34
Dúvidas pelo seguinte e-mail
Galeria de fotos 1 foto

Convidado. Euges Lima (historiador): "O Reino do Sol, o Brasão da França Equinocial

29/08/2020 20h21
172
Por: Mhario Lincoln
Caption
O REINO DO SOL
O achado do brasão da França Equinocial
Por Euges Lima (historiador)
Era um sonho da França, colonizar terras no Novo Mundo, a América. Durante muito tempo, os franceses disputaram com Portugal o Brasil. Francisco I, rei da França, nunca reconheceu os termos do Tratado de Tordesilhas (1494), que dividia a América entre Portugal e Espanha. Nos séculos seguintes, vários súditos do rei da França, tentaram criar colônias no Brasil. A França Equinocial foi uma dessas tentativas no Maranhão, ocorrida nos primeiros decênios do século XVII.
Claude d’Abbeville em sua “História da Missão dos Padres Capuchinhos e Terras Circunvizinhas”, publicada em Paris, dois anos depois do seu retorno do Maranhão, em 1614, chamou essas novas terras situadas na América de “França Equinocial” ou “Nova França Equinocial”, por estarem localizadas além da linha Equinocial (linha do equador), na região dos trópicos.
Em 2014, o Blog “Brasiliana Heráldica”, editado por Leonardo Piccioni, fez um interessantíssimo achado, cujo teor passou despercebido durante todas essas décadas, diria, durante séculos por historiadores e estudiosos do assunto.
Embora bem conhecida essa obra do Padre Capuchinho, tendo diversas reedições, traduções. Anotada, prefaciada, comentada e citada em inúmeros textos, este surpreendente achado, demonstra que esse livro, guarda ainda em seu bojo, vários “segredos” e “enigmas” a ser desvendados sobre a “Nova França Equinocial”.
A descoberta que mencionamos acima é o “brasão da França Equinocial”, que foi publicado no frontispício da “História da Missão dos Padres Capuchinhos”, sendo feito referência a ele no prefácio dessa obra.
De forma muito perspicaz, Piccioni, percebeu que no frontispício desse livro, havia dois brasões nos cantos superiores, um do lado direito e outro do lado esquerdo. O do lado esquerdo identificou facilmente, “bem óbvio, era o do Reino da França, à esquerda, timbrado com a coroa real da França e cercado pelos colares da Ordem de São Miguel e da Ordem do Espírito Santo”. Porém o outro brasão, do canto oposto, que ele chamou de “misterioso”, não conseguiu identificar a principio. Mas lendo atentamente o prefácio da obra, encontrou o que estava procurando, as referências e descrição dos elementos a respeito do misterioso brasão que estava estampado no canto direito, sendo atribuído à França Equinocial, o reino do sol, como podemos verificar claramente nesses fragmentos abaixo do livro “História da Missão dos padres Capuchinhos”:
" Não és tu o Reino dos Lírios, ó França? E não adornam esses lírios o Reino de França? Do mesmo modo essa França Equinocial é, entre os demais, o Reino do Sol, e o sol o embeleza especialmente, pois daí não se retira jamais e aí se deita perpetuamente. Porque, pois, não colocar no frontispício deste livro: Indis sol splendet, splendescunt lilia Gallis [O Sol da Índia brilha, or lírios franceses brilham]"(ABBEVILLE, 1975, p. 72).
" Esse grande Deus, ó França, honrou-te dando-te por armas de teu Reino três belos lírios em campo azul; portanto não lhe desagradará que se dê a esse reino da nova França Equinocial um sol de ouro fino em campo de azul, a fim de que a unidade da Essência Divina figure misteriosamente no escudo assim com a trindade das três pessoas divinas se representa em tuas armas. E assim como reconheces que o esplendor de teus lírios depende do esplender de Deus, verdadeiro sol de justiça, doravante terás também a alegria de veres o esplendor desse belo sol da França Equinocial brilhar em virtude da beleza de teus lírios. E terás a alegria não só de contemplar o teu rei como o rei do Sol, ele que já é o rei dos lírios, mas ainda como o verdadeiro hieróglifo da Majestade Divina." (ABBEVILLE,1975, p. 72).
===============================
 
Abaixo, Euges Lima (autor do texo acima) e a historiadora Mary del Priore
1 comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias